O que é Inteligência Artificial?

Saiba como funciona essa tecnologia e os impactos em sua carreira

Vitor Cavalcanti

07/10/2019

Muito associada à sigla AI, que vem do inglês artificial intelligence, a inteligência artificial é, na verdade, um grande esforço da ciência da computação em desenvolver algo capaz de simular a inteligência humana, no sentido de pensar e solucionar problemas complexos. Atualmente, sistemas bastante avançados são capazes de substituir o ser humano em diversas operações e facilitam a vida de diversos profissionais ao correlacionar, numa velocidade inimaginável para uma pessoa, dados e entregar possibilidades de diagnósticos de variados problemas.

 

A inteligência artificial promete uma verdadeira revolução no mercado de trabalho, atingindo a todas as áreas, ainda que muitos especialistas atestem que dificilmente essas plataformas suplantarão os seres humanos pela ausência de emoções, muito necessárias na tomada de decisões. Por outro lado, plataformas como Watson, da IBM, já são testadas em diversas frentes e sua implantação tem servido, por exemplo, para auxiliar médicos em acelerar diagnósticos, bem como personalizar os tratamentos. Partindo para algo mais simples, também já existem casos de aplicação de sistemas de inteligência artificial desse tipo para substituir operações de centrais de atendimento, as famosas centrais de telemarketing.

 

Mas se você pensa que inteligência artificial é algo totalmente novo, saiba que pesquisas em torno do tema vêm da época da Segunda Guerra Mundial e desde então vêm avançando para chegar aos níveis atuais com uma grande corrida global para ver quem será o líder desse tipo de plataforma. China, Estados Unidos e Europa têm investido pesado enquanto agentes públicos numa tentativa de liderar essa frente. Quando se olha do ponto de vista empresarial, grandes nomes como IBM, Microsoft, Amazon e Google são os que mais apostam fichas, com destaque para a IBM que ganhou maior exposição quando seu sistema de inteligência artificial Watson venceu a disputa num programa de perguntas e respostas. Atualmente, a plataforma da companhia é capaz, inclusive, de participar de debates, produzindo análises contextuais praticamente em tempo real.

Como funciona inteligência artificial?

Para funcionar, sistemas de inteligência artificial contam com a combinação de grandes quantidades de dados com processamento rápido e algoritmos superinteligentes que, juntos, fazem com que a plataforma aprenda com padrões verificados a partir dos dados. Dentro da área de inteligência artificial, se encontram ainda subgrupos não menos importantes e que você também deve ter ouvido falar ou tem dúvida sobre:

 

– Computação cognitiva: muito utilizado por empresas como IBM, esse tópico trabalha em torno da interação natural entre pessoas e máquinas. Assim, uma empresa que investe nessa frente busca que sua plataforma tenha capacidade de simular processos humanos interpretando imagens e fala e, consequentemente, reagir a algum tipo de questionamento praticamente em tempo real e apresentando algo contextualizado.

 

– Deep learning: muito utilizado no reconhecimento de imagem e fala, nada mais é que o uso de redes neurais com camadas de processamento para um processo de aprendizado de padrões por meio de dados. Aqui o poder computacional que avançou sem precedentes é fundamental para garantir agilidade ao processo.

 

– Machine learning: sabe aquela ideia escondida em meio a um amontoado de informações? É essa que você vai conseguir ao investir em machine learning, um processo que une redes neurais, estatística, pesquisas de operações para fazer essa busca. Esse processo também serve para que sua empresa automatize o desenvolvimento de modelos analíticos.

 

– Programação de linguagem natural (PLN): o investimento neste tópico tem sido bastante grande, assim como seus avanços, já que quanto mais PLN avança, mais próxima fica a máquina da linguagem humana. Essa capacidade de analisar e entender a linguagem humana para, como resultado, inclusive falar, deve dar um salto para tornar essa interação cada vez mais natural.

 

Impacto de inteligência artificial na carreira

 

Se por um lado você tem carreiras que ganham muita força com o avanço da inteligência artificial como cientista de dados, engenheiro de machine learning, cientista de machine learning, arquiteto de dados, engenheiro de aplicações e engenheiro de integração de hardware, entre outras que podem aparecer, milhares de postos de trabalho são ameaçados pela automação trazida por AI.

 

Centrais de telemarketing são os alvos mais comuns e muitas empresas já testam esse tipo de sistema para substituir parte ou toda operação. Mas se você pensa que apenas funções mais simples sofrem, saiba que advocacia também é ameaçada pela inteligência artificial, principalmente advogados em início de carreira pagos apenas para analisar contratos. Também estão nessa seara analistas de orçamento, corretores de seguro, caixas e por aí vai.

 

O negócio está mudando tanto que, ainda que sua carreira não seja substituída por um sistema de inteligência artificial, você precisará aprender mais sobre essa e outras tecnologias e utilizar essas soluções como suas aliadas no dia a dia.